terça-feira, 10 de março de 2009

Graças, Pessoa.

Rascunhos


Guardo meus rascunhos,

Pois neles tive coragem,

De adentrar o poeta,

Nesta pobre realidade.


Faz-me lembrar,

Que tudo cansará!

E não existirá o fim,

Mas o cansaço de existir.


O planeta, sem rodeios,

Cansará! E não girará!

Que venham milhões de séculos,

Que bata na terra um cometa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário